Nesta segunda-feira, 15 de janeiro, teve início a campanha de doação de sangue para o Hospital Araújo Jorge, uma iniciativa promovida pela APEG com intuito de mobilizar os procuradores e servidores da Procuradoria-Geral do Estado para este ato de solidariedade. Até o dia 19 de janeiro, das 7h às 17h, o Banco de Sangue estará de portas abertas, aguardando a participação ativa dos associados.


O ato inaugural da campanha contou com a presença do presidente da APEG, Claudiney Rocha, e da vice-presidente Viviane Macedo. Viviane é idealizadora da campanha e usou sua presença para mobilizar os colegas e destacar a importância da solidariedade e empatia para os pacientes com câncer, lembrando sua própria trajetória como sobrevivente da doença.


A biomédica Ana Carina Vieira Bastos, responsável pela captação dos pacientes no Banco de Sangue, recebeu a diretoria da APEG e ressaltou a relevância do evento, especialmente durante as férias. “Há uma baixa dos doadores nesse período, mas infelizmente não temos redução na necessidade dos nossos pacientes”, explica. O Hospital Araújo Jorge realiza anualmente 11 mil transfusões de sangue, mas a doação chega a apenas 8 mil bolsas, o déficit é um risco para os pacientes em tratamento.

Destacando o compromisso da APEG com a sociedade goiana, Claudiney Rocha foi o primeiro doador da campanha e afirma: “A interface com a sociedade é um dos papéis da APEG, e desde o ano passado temos buscado auxiliar o Hospital Araújo Jorge por meio de ações solidárias, como doação de roupas, bolachas e, agora, de sangue. Conscientizar os procuradores e familiares é uma forma de dar exemplo sobre o cuidado que queremos com nosso estado e também com nosso povo”.


Regras para Doação de Sangue:
Para participar dessa nobre causa, é essencial estar ciente das regras de doação de sangue. Podem doar pessoas entre 16 e 69 anos, com peso superior a 50kg, e que estejam em boas condições de saúde. Menores de 18 anos precisam da autorização dos responsáveis, e pessoas acima de 60 anos devem ter realizado pelo menos uma doação antes dos 60 anos. Além disso, é necessário estar descansado, alimentado e apresentar um documento oficial com foto no momento da doação.

Assessoria de Comunicação da APEG | Ampli Comunicação

Voltar